Todo mundo sabe que adoro praticar stand up paddle, sempre que posso vou a lugares diferentes e de preferência que proporcione uma boa aventura.

Pensando em unir o útil ao agradável, tive a ideia de começar a treinar alguma modalidade de sup e até quem sabe participar de campeonatos.

Mas é claro que virar atleta profissional de qualquer modalidade não é algo fácil e rápido, não é mesmo? Exige dedicação, paciência, esforço e acima de tudo força de vontade.

Nada melhor do que aprender algo com quem realmente entende do assunto!  Quando o atleta profissional de Sup Race, Eri Tenório entrou em contato comigo para treinarmos, fiquei muito animada, afinal ele têm vários títulos no currículo e é muito dedicado ao esporte.

No meu primeiro treino começamos com um bom alongamento, depois o Eri começou a introduzir um pouco mais de técnica na minha remada, aprimorando a entrada de remo na água, postura do tronco, posição de pegada do remo entre outras coisinhas!

Gente não imagina, mas existe toda uma técnica para a prática do esporte. Espero conseguir dar continuidade em breve aos treinos e quem sabe até participar de alguns campeonatos para ver como é!

Conversando com o  Eri Tenório, pedi para ele  falar um pouco sobre essa modalidade, o Sup Race, que na minha opinião é bem legal e também contar pra gente um pouco da trajetória dele.CHAMADA_POST_ERI_TENORIO_1

O que é Sup Race?

Eri: Sup Race é uma categoria de stand up paddle (SUP) praticada com uma prancha profissional (Race) que costuma ser mais estreita e mais comprida do que o normal, por isso mais veloz.

Me conte um pouco da sua História!

Eri: Comecei a remar apenas por diversão enquanto trabalhava na praia, foi aí que o dono do ponto de aluguel de Sup me chamou para competir um campeonato que ia ter em Búzios, que é onde moramos, daí aceitei o desafio e consegui ficar em 6º entre quase 200 pessoas de minha categoria, sendo que fui com uma prancha de aluguel. Gostando do resultado, meu shaper (Ricardo Astral) decidiu fazer uma prancha própria para competir e com ela, fiquei em 1º Lugar nos outros 11 campeonatos que aconteceram no decorrer do ano. Fechei o ano como campeão Estadual de Sup na categoria Fun Race. No ano seguinte repeti a proeza, porém na categoria profissional. E esse ano, estou competindo entre os melhores da Elite Brasileira, com o foco de fechar o ano entre os 5 melhores do Brasil.

Qual a rotina ideal para quem deseja se tornar um atleta de Sup?

Eri: O ideal é a pessoa ter pelo menos entre 1 h a 2 h todos dias para se dedicar ao esporte, porém não é necessário treinar todos os dias, costuma se ter um dia na semana de descanso total.  Também pode-se montar planilha de treinos com dias intervalados, onde se intervala um dia de Sup e outro com um exercício que auxilia no rendimento do mesmo.

Qual a frequência das competições e como elas funcionam?

Eri: Em todo Brasil tem por ano em média 30 campeonatos espalhados por todo país, mas quase metade deles acontecem aqui no estado do Rio de Janeiro. Costuma ter duas ou mais distâncias nos campeonatos, sendo diferente nas categorias profissionais e nas amadores. Normalmente são 9 ou 12 km para os profissionais, e metade da distância para os amadores.

O SUP Race é um esporte caro? E a manutenção?

Eri: O esporte não é dos mais baratos. A prancha e o remo são os itens mais caros. A prancha de um amador costuma passar dos 4 mil reais, já a dos profissionais, mais de 6 mil reais (isso prancha nacional, pranchas importadas custam de 9 mil em diante). O remo de carbono que é o ideal para qualquer que seja a categoria, dá para achar os de qualidade intermediária, por R$800,00,  os demais acessórios são baratos. O que também encarece o esporte é o custo das viagens para competir, inscrição, hospedagem e etc. Mas com certeza o esporte faz valer a pena, pois trabalha quase todos os músculos do corpo, melhora o equilíbrio, trabalha o condicionamento cardiorrespiratório além de ajudar a combater o estresse.

Quais as dicas para quem quer aprender o esporte?

Eri: Para quem pretende fazer só por hobby, sugiro que pesquise para poder comprar os equipamentos com o preço mais acessível e assim que tiver tudo na mão, procurar um bom instrutor para fazer umas aulinhas para que não comece remando tão errado a ponto de acabar em uma lesão. Já para quem pretende competir, o ideal é achar um instrutor que já seja um praticante profissional e que saiba realmente ensinar as boas técnicas, ele inclusive pode ser a pessoa que melhor indique os equipamentos ideais para que você tenha um bom desempenho em suas competições.

Agora que vocês já sabem um pouco mais sobre esse esporte irado, é só procurar um instrutor e bora remar!

Quem tiver interesse em aprender essa modalidade, pode entrar em contato com o atleta e instrutor Eri Tenório. O contato dele é (22) 99893-9577.